16/09/2019 às 12h08min - Atualizada em 16/09/2019 às 12h08min

Orquivárzea 2019 agita a cidade com belas flores, cultura e muita diversão

Flores raras de colecionador piracicabano são campeãs deste ano; festa é repleta de artistas da região, cultura, artesanato e comida boa

A 14ª Orquivárzea — Festa das Orquídeas de Várzea Paulista movimentou a cidade nos últimos três dias, com cerca de 400 orquídeas expostas, em destaque as flores nativas das 11 cidades participantes, apresentações culturais diversas, artistas da região e muitas delícias para os visitantes. Mais de 25 mil pessoas prestigiaram os três dias de evento e mais de 2 mil flores e mudas foram vendidas. A festa ofereceu a muitas famílias de Várzea Paulista e outras cidades uma ótima opção de lazer e cultura. “Sem o empenho de todos, seria difícil o sucesso deste evento”, reconheceu o gestor executivo de Cultura, Jota Moreira, um dos organizadores da edição deste ano, visivelmente satisfeito.

 

 

Exposição e venda de orquídeas atraem grande público

 

A exposição de orquídeas, que teve como um dos destaques a Zygopetalum, espécie nativa da Serra do Mursa, atraiu uma quantidade significativa de visitantes. O público curtiu um espaço visualmente muito agradável, que lembrou um grande jardim. Além de Várzea Paulista, dez cidades tiveram orquídeas presentes na exposição: Piracicaba, Valinhos, Vinhedo, Americana, Campinas, Porto Feliz, Itu, São Roque, Franca e São Bernardo do Campo, o que representou quase o dobro de cidades representadas em comparação com 2018. Seis orquidários varzinos puderam vender suas mudas e flores durante a festa.

 

 

O coordenador da Caob (Coordenadoria das Associações Orquidófilas do Brasil), José Francisco Vanucci, participa de diversas exposições há muitos anos e elogiou bastante a grande presença do público. “O público está fabuloso. Acompanho vários eventos como este, todo ano, e é difícil ver isso”.

 

O presidente da AOVP (Associação de Orquidófilos de Várzea Paulista), Arthur D’Andrea, destacou a grande presença de pessoas da capital paulista. O dado é chamativo, pois o bairro Liberdade recebeu, no mesmo final de semana, a maior exposição de orquídeas do estado de São Paulo. “A nossa festa evoluiu muito do ano passado para cá”, destacou.

 

 

 

Beleza e raridade rendem vitória a produtor piracicabano

 

Todas as orquídeas em exposição foram avaliadas por examinadores da Caob, Associação de Orquidófilos de Várzea Paulista e Prefeitura, para a definição das três melhores em oito categorias, além de uma campeã geral. Na tarde do domingo (15), a Dendrobium anosmum, do colecionador Haroldo Toledo, de Piracicaba, representado pelo orquidófilo Primo Maestro, foi conhecida pelo público e eleita como a mais bonita da edição de 2019. O produtor campeão levou o troféu transitório Sinezio Calore e uma placa comemorativa. Segundo Vanucci, a vencedora se destacou pela beleza, quantidade de flores, e raridade da espécie e cor branca. “A espécie já é rara. A cor branca, então, é ainda mais incomum”, elogiou.

 

 

Na cerimônia, com a presença do prefeito de Várzea Paulista, Juvenal Rossi, e outras autoridades, as três orquídeas mais bem colocadas nas oito categorias de avaliação também foram premiadas, com mudas de orquídeas diversas. Em um outro momento da solenidade, orquidófilos representantes de todas as 11 cidades da exposição receberem orquídeas.

 

Os presentes na premiação também puderam apreciar o belo poema de José Alcides, ex-morador varzino, sobre o progresso da cidade.

 

 

Balanço positivo

 

Para o representante da Caob, instituição que completa 50 anos em 2019, é muito bom ver o apoio que a Prefeitura dá aos produtores, para a realização da festa. Esse tipo de auxílio não é tão comum, na avaliação de Vanucci, que fez questão de reconhecer o trabalho dos avaliadores das orquídeas, feito desde sexta-feira (13). “O evento está muito bonito. Estamos vendo esta exposição crescer ano a ano. Isso é muito gratificante”.

 

 

 

Na premiação, o prefeito parabenizou o trabalho de Jota Moreira, um dos organizadores, e de todos os demais envolvidos na realização da Orquivárzea. Segundo Rossi, a Prefeitura está buscando fomentar cada vez mais o cultivo das orquídeas. “É um ramo de atividade, em Várzea Paulista e outras cidades, que vai crescer muito”. O gestor enalteceu o trabalho dos produtores. “Orquidófilos são artistas. Exercer essa profissão não é para qualquer um. É preciso gostar muito, ter conhecimento. Chama atenção a beleza das orquídeas. São o símbolo da paz, beleza e tudo que há de bom”.

 

 

 

O vice-prefeito de Várzea Paulista, Rodolfo Braga, agradeceu o trabalho de todas as associações presentes. “Esta é uma das maiores edições desta festa que já tivemos. Parabéns a todos que expuseram suas orquídeas e parabéns à orquídea, nossa protagonista”.

 

D’Andrea, que é de um grande orquidário varzino, destacou a oportunidade de promover a exposição. “Viajei por mais de 10 anos, por vários estados, para visitar as exposições, e poder preparar a exposição para vocês, que sempre vi demonstrarem suas flores, é algo único”, afirmou o presidente da AOVP.

 

 

 

Cultura de sobra

 

A programação da 14ª Orquivárzea foi recheada de atividades culturais, que incluíram shows de diversos artistas da região e outras manifestações artísticas diferenciadas, como dança e até mesmo malabaristas. As atrações foram divididas nos dois palcos do evento: Espaço Vanda, área com som ambiente e músicas como blues, jazz, MPB, samba; e o Espaço Cattleya, onde ocorreram os shows principais, com artistas de destaque na região.

 

 

A festa também apresentou totens estampando flores raras do Brasil e do mundo. Imagens e textos sobre a história de locais marcantes da cidade, como a Estação Ferroviária, Ponte Seca e Sítio dos Padres, foram expostas em outros pontos específicos.

 

Os visitantes também puderam aprender mais sobre a orquídea, nas palestras sobre o cultivo da flor, com Manuel Romero Cortegoso — orquidófilo certificado pela American Orchid Society (sociedade dos Estados Unidos voltada ao estudo, cultivo e promoção de orquídeas).

 

Na feirinha de artesanato, artistas tiveram a chance de mostrar seu trabalho. Não faltou espaço para comprar artigos variados ou até mesmo conhecer a própria caricatura.

 

 

 

Outros atrativos

 

Houve comida boa de sobra para os visitantes. Alimentos artesanais orgânicos, lanches de pernil, geladinhos gourmet e até mesmo paletas deram aos presentes a chance de saborear delícias variadas e ajudar entidades assistenciais da cidade, que venderam parte dos alimentos à disposição.

 

Um espaço para a criançada foi outra atração da festa.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »