09/12/2019 às 21h00min - Atualizada em 09/12/2019 às 21h00min

Família de jovem, vítima de acidente de moto, autoriza doação de órgãos

Redação
Jornal de Jundiaí

Aos 21 anos, a jovem Maybilin Ilainara de Oliveira da Silva nunca imaginou que um dia teria de tomar a decisão de doar os órgãos de seu irmão, Ryan Ferreira, 24 anos, vítima de um acidente de moto na última sexta-feira (6). “Eu fui a primeira a aceitar, depois a minha mãe e o pai dele também concordaram”, diz ela. E assim, os rins, pulmões, coração, pâncreas e córneas de Ryan passaram a contribuir para a redução da fila de cerca de 40 mil pessoas que aguardam por um órgão no Brasil.

“Nunca conversamos sobre o assunto em casa, mas ele era uma pessoa muito preocupada em ajudar as outras pessoas, por isso acredito que tenha sido a decisão certa”, conta Maybilin que diz conhecer de perto a realidade de quem precisa receber um órgão. “Meu avó tinha câncer no fígado e esperamos por um fígado por tanto tempo que isso nos fez perceber o quanto uma doação é realmente importante para quem precisa. Essa espera foi sacrificante, infelizmente não conseguimos… mas ficou de lição para toda a família”, desabafa.

Nesta segunda-feira (9), os órgãos de Ryan foram removidos. Por volta das 18 horas seguiram no helicóptero Águia da Polícia Militar, que pousou no Paço Municipal, com destino à Central de Notificação, Captação e Distribuição de Órgãos (CNCDO) de São Paulo. Os órgãos serão destinados a pacientes que necessitam de transplante e estão aguardando em uma lista única de espera, por critérios definidos pelo Sistema Nacional de Transplantes do Ministério da Saúde.

 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »