02/07/2020 às 17h24min - Atualizada em 02/07/2020 às 17h24min

Prefeito cobra Sabesp sobre problema da água

O prefeito de Várzea Paulista, Juvenal Rossi, se reuniu na tarde desta quinta-feira (2) para cobrar explicações dos representantes da Sabesp sobre os problemas da água fornecida à população.

Segundo o gerente administrativo da Sabesp em Várzea Paulista, Marcos Uehara, o problema já passou e poucos imóveis ainda vem alegando ocorrências. “Orientamos aos moradores que ainda tiverem sentido odor diferenciado que faça o esvaziamento do reservatório de água da sua residência, limpeza e depois liberação da água novamente. Isso pode causar escurecimento momentâneo da água que, com a utilização contínua, cessa naturalmente.” Disse Uehara.

Entenda o caso
De uma semana para cá, muitos cidadãos registraram reclamações junto à Ouvidoria do município sobre problemas de mau cheiro e coloração escura da água vinda das torneiras. 

Questionados sobre isso, os representantes da Sabesp disseram que as causas desses problemas ainda estão sendo apuradas, pois nada constatou-se em análise físico-químico e ainda não receberam os resultados da análise microbiológica encaminhada no começo da semana.

“Acreditamos que o problema do odor possa ter sido causado por alguma contaminação no Rio Jundiaí, próximo ao ponto de captação, mas ainda é precoce afirmar qualquer coisa, pois ainda está em investigação.” Disse Alexandre Angela, também gerente administrativo da Sabesp em Várzea Paulista e Campo Limpo Paulista.

Vigilância Sanitária estará monitorando e poderá multar Sabesp
O prefeito Juvenal Rossi reiterou que a vigilância Sanitária do município irá acompanhar mais de perto e que poderá aplicar sanções, conforme contrato de concessão, caso os problemas persistam ou voltem a acontecer.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »